Carreira Geral

Ironhack anuncia chegada de novo General Manager

Entre as prioridades do novo gestor, está a criação de novas opçōes de financiamento dos cursos aos alunos, o aumento do número de parcerias com empresas estratégicas e a elevação da taxa de empregabilidade dos estudantes

Especializada no ensino de tecnologia e programação, a Ironhack inicia o ano com uma novidade em seu cargo de liderança na unidade brasileira. A escola contratou Alexandre Tibechrani para ser o novo General Manager. O executivo chega com a missão de comandar o projeto de expansão da marca no País, que foi iniciado no 2º semestre de 2019 com a captação do seu segundo aporte, na ordem de US$ 4 milhões, em rodada liderada pelo JME Venture Capital.

Entre as prioridades do novo gestor, está a criação de novas opçōes de financiamento dos cursos aos alunos, o aumento do número de parcerias com empresas estratégicas e a elevação da taxa de empregabilidade dos estudantes ao final dos bootcamps, que atualmente é de 90% – índice acima da média mundial da escola.

O executivo chega com a missão de comandar o projeto de expansão da marca no País, que foi iniciado no 2º semestre de 2019

“Vamos intensificar a missão da Ironhack de transformar positivamente a vida das pessoas. Desde que cheguei, ouvi histórias fantásticas de profissionais que largaram atividades que consideravam massantes para atuarem na área da tecnologia. Muitos em poucos meses já se destacam em suas novas posições. Da mesma forma, temos empresas parceiras que obtiveram melhores resultados em suas operações após contratarem nossos alunos. Tudo isso é muito gratificante e nos motiva para avançarmos ainda mais os resultados em 2020”, argumenta Tibechrani, que anteriormente liderou a operação brasileira da Escola Britânica de Artes Criativas (EBAC).

Com mais de 4 mil estudantes de 70 nacionalidades diferentes treinados em apenas seis anos de atuação, a Ironhack é considerada uma das três melhores escolas de tecnologia do mundo, de acordo com os sites coursereport.com e switchup.org. Atualmente possui unidades em São Paulo, Madri, Barcelona, Paris, Amsterdã, Berlim, Lisboa, Miami e Cidade do México. Na capital paulista, diversas turmas dos cursos de Desenvolvimento Web, UX/UI Design e Data Analytics – full-time e part-time – foram formadas ao longo do ano passado.

“O modelo de negócio das escolas que oferecem treinamento intensivo é fantástico. Elas possibilitam que jovens e profissionais interessados em mudar de carreira possam se qualificar rapidamente e por um valor justo. A tendência é que esse mercado também se expanda para setores fora da tecnologia nos próximos anos, já que muitas pessoas começam a se questionar sobre o custo benefício de estudar entre quatro e cinco anos em uma faculdade, sem necessariamente aprender tudo que o mercado espera dele”, conclui o novo General Manager da Ironhack.