Maior investimento da história da Klabin utiliza tecnologia Trimble

O maior investimento da história da Klabin, o Projeto Puma II, representa mais sustentabilidade, inovação e tecnologia para o setor de celulose. O complexo industrial, que está localizado em Ortigueira (PR), já teve a primeira etapa de expansão concluída. O término da segunda fase está previsto para 2023. As novas unidades produtivas da fábrica contam com a tecnologia Wedge, da Trimble Inc., ferramenta de análise de processos para plantas industriais.

O Wedge aumenta a segurança da operação e reduz desperdícios, uma vez que antecipa problemas e encontra rapidamente as causas principais, melhorando a eficiência. Através da captação de dados, a solução auxilia no gerenciamento de produção, desenvolvimento de processos e produtos, gerenciamento de qualidade, manutenção, controle de processos ou gerenciamento de fábricas.

As plantas da Klabin têm um alto nível de automação, o que aumenta o número de dados que podem ser avaliados. Robson Nascimento, especialista da Trimble explica que o Wedge é dotado de um conjunto de ferramentas que refinam os dados captados. “Ter tratamento das informações de modo automático otimiza o tempo do usuário, que consegue se concentrar no que mais importa: a análise e o monitoramento dos dados representativos”, comenta.

Segundo Elielson Batista, Engenheiro de Processos da Klabin Puma Mill, a solução já estava sendo empregada em outras áreas da empresa e a expansão da utilização se deve à praticidade e rapidez de análise que o Wedge proporciona. “Essa solução já é utilizada na unidade desde 2018. Recursos como modelagens, regressões, correlações multivariadas com compensações dinâmicas de atrasos de processos (delays) e flexibilidade para incorporação de várias bases de dados em um único sistema viabilizaram respostas rápidas e apoio para tomadas de decisão durante análises para identificação de distúrbios e oportunidades de otimização de processos”, afirma.

O sistema é on-line e permite rápido diagnóstico de processos, sendo possível usar algoritmos avançados para entender melhor as relações de causa e efeito. Além disso, o usuário não precisa se preocupar com atrasos no processo, uma vez que a ferramenta de reconhecimento de padrões pode compensá-los automaticamente.