Luciano Torres, da Betha Sistemas, explica como a transformação digital das cidades pode contribuir para melhorar a gestão de crises ambientais, de saúde e climáticas

 

No final de abril os olhos do Brasil inteiro se voltaram para o estado do Rio Grande do Sul. Inundações varreram as cidades gaúchas e deixaram um rastro de destruição: 471 municípios atingidos, 172 óbitos e 629 mil desabrigados. Dados disponibilizados pela plataforma Inundações, desenvolvida pela Codex, trazem um raio-X de Porto Alegre: 160 mil pessoas afetadas, quase 46 mil empresas. Para Luciano Torres, especialista em Tecnologia da Informação e Diretor Comercial da Betha Sistemas, a tecnologia pode desempenhar um papel importante na recuperação das cidades do Rio Grande do Sul.

“A transformação digital otimiza a gestão de crises ambientais, de saúde e climáticas ao proporcionar acesso a dados em tempo real, melhorar a comunicação e coordenação entre equipes, e permitir a automação de processos críticos. Tecnologias como análise de dados, inteligência artificial e sistemas de alerta precoce ajudam na identificação rápida de riscos e na tomada de decisões informadas, tornando a resposta a crises mais eficaz e ágil”, explica.

Tecnologias para governança

Apesar de ser um país de dimensões continentais e possuir mais de 5,5 mil cidades, apenas dois municípios brasileiros aparecem no Índice de Cidades Inteligentes, desenvolvido pelo Instituto de Desenvolvimento de Gestão (IMD). O levantamento considerou 142 cidades pelo mundo. Zurique, a capital da Suíça, se mantém em primeiro lugar pela quinta vez, desde a primeira edição, e São Paulo e Rio de Janeiro estão entre as últimas posições, na 132ª e 139ª posição, respectivamente.

Confira tecnologias apontadas por Torres como saídas que poderão melhorar a governança das cidades, impulsionando a transformação digital:

Tomada de Decisões Baseada em Dados: A tecnologia permite a coleta e análise de grandes volumes de dados em tempo real. Com ferramentas de Business Intelligence (BI) e análises preditivas, os gestores podem tomar decisões mais informadas e rápidas, identificando tendências e necessidades específicas da comunidade.

Planejamento Urbano e Infraestrutura: Há Sistemas que podem ajudar na elaboração de planos diretores e no monitoramento de obras e infraestruturas. Isso garante que os projetos sejam concluídos no prazo e dentro do orçamento, além de permitir o acompanhamento do impacto dessas obras na qualidade de vida dos cidadãos.

Gestão de Recursos e Finanças: Soluções tecnológicas permitem uma melhor gestão dos recursos financeiros e materiais. Sistemas de contabilidade pública e almoxarifado ajudam a otimizar o uso dos recursos, evitando desperdício e melhorando a alocação de verbas para projetos prioritários.

Cibersegurança: Outra tecnologia essencial é a cibersegurança avançada para proteção contra ataques; criptografia para garantir a confidencialidade dos dados e redes de comunicação seguras como VPNs. Estas tecnologias aliadas a uma tecnologia em nuvem asseguram a continuidade e segurança dos dados durante situações emergenciais, como inundações, incêndios, entre outras catástrofes.