Com uso de IA, Visa previne US$ 2 bi em fraudes na AL e no Caribe em 2019

Ferramenta de gerenciamento de risco, Visa Advanced Authorization (VAA), monitora e avalia em tempo real as compras realizadas na rede global de pagamentos da Visa

A Visa anuncia uma análise que mostra como sua ferramenta de gerenciamento de risco, Visa Advanced Authorization (VAA), ajudou as instituições financeiras a impedirem a efetivação de fraudes estimadas em US$2 bilhões ao ano em toda a América Latina e o Caribe em 2019 com o uso da inteligência artificial (IA), tornando o ecossistema de meios eletrônicos de pagamentos global mais seguro para estabelecimentos comerciais e consumidores.

A VAA é uma ferramenta de gerenciamento de risco completa que monitora e avalia em tempo real as compras realizadas na rede global de pagamentos da Visa, a VisaNet, a solução detecta possíveis fraudes. A VAA usa IA para analisar mais de 500 atributos e gerar uma pontuação de risco para cada transação em cerca de um milissegundo, tudo para que as instituições financeiras tenham mais subsídios para decidir se aprovam ou não uma compra.

À medida que os consumidores vão adotando novas maneiras de pagar, a Visa usa inteligência artificial para impulsionar pagamentos digitais seguros e contribuir para o crescimento das empresas

Além de prevenir fraudes, a VAA ajuda a reduzir o desgaste que as transações equivocadamente negadas causam aos consumidores. Com mais de 478 milhões de cartões de pagamento Visa e um volume de pagamentos de US$430 bilhões na América Latina e no Caribe em 2019, a prevenção de fraudes e a promoção do crescimento empresarial dão suporte à região à medida que ela avança em sua transformação digital.

A inovação e o crescimento dos pagamentos digitais, especialmente em dispositivos conectados, caminham lado a lado com a necessidade de mais segurança. Segundo pesquisa encomendada pela Visa à Forrester Consulting, a expectativa de fintechs, bancos e estabelecimentos comerciais da América Latina é que haja um aumento no uso de pagamentos digitais devido à ampla adoção de dispositivos conectados.

Para apoiar todas as necessidades de pagamento do consumidor e incentivar um maior engajamento com os pagamentos digitais, as empresas estão focando em mobile banking (57%), carteiras móveis (50%) e pagamentos de pessoa a pessoa (38%). Entre as principais razões citadas para a adoção de novas tecnologias de pagamento estão maior conveniência (58%) e rapidez da transação (56%).

“Segurança e conveniência são as grandes prioridades dos latino-americanos, e o crescente número de consumidores digitais querem uma experiência de pagamento sem atritos”, diz Eduardo Perez, chefe regional de Risco da Visa para a América Latina e o Caribe. “O uso de inteligência artificial pela Visa está ajudando empresas da América Latina e do mundo todo a melhorarem a experiência do cliente, impulsionando o crescimento dos negócios e reduzindo as ameaças à segurança dos pagamentos”.

O uso de IA em toda a experiência do pagamento

As soluções baseadas em IA da Visa podem ajudar um parceiro a melhorar suas tomadas de decisão, aprimorar seu gerenciamento de risco e garantir a segurança dos pagamentos sem sacrificar a experiência do cliente. A Visa usa IA em mais de 100 aplicativos e capacidades, permitindo que consumidores, varejistas e instituições financeiras em toda a América Latina e o Caribe se beneficiem durante todas as fases da experiência com a conta de pagamento, como os processos de abertura e incorporação, autenticação e autorização.

“A Visa vem conquistando a confiança de empresas, consumidores e estabelecimentos comerciais ao longo de mais de seis décadas devido à sua escala inigualável, infraestrutura de rede e compromisso com a proteção do ecossistema de meios eletrônicos de pagamento”, diz Paul Fabara, chefe mundial de Risco da Visa. “A segurança é a base da inovação dos pagamentos e ajuda a alavancar o crescimento dos pagamentos digitais. A eliminação da fraude do sistema permite que todos os participantes se beneficiem do crescimento e das inovações contínuas que introduzem novas maneiras de pagar e de ser pago”.