Geral Na prática

Carnaval 4.0 terá fantasias equipadas com chip

Mais de dois mil integrantes da escola de samba Rosas de Ouro serão monitorados no Sambódromo numa iniciativa inédita de Carnaval 4.0

Em uma iniciativa inédita no Carnaval paulista, a Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil e a Sociedade Rosas de Ouro programaram para o desfile de 2020 soluções com tecnologia embarcada como, por exemplo, um chip implantado em aproximadamente duas mil fantasias da escola para monitorar a evolução de todas as alas no Sambódromo.

Esse mesmo chip servirá para acompanhar o processo de devolução e descarte dos materiais usados na confecção das fantasias da Ala das Baianas e da “Código para o Futuro”, numa ação de sustentabilidade – como sempre foi a preocupação da Rosas de Ouro. Agora, todo o processo será demonstrado com mais eficiência e menos perdas.

Antenas de captação de sinal por radiofrequência receberão informações dos integrantes da escola durante o desfile por meio dos chips. Cada ala terá informações como horário de entrada, tempo de desfile em cada setor do sambódromo, evolução e outras informações que auxiliarão os dirigentes a organizar o desempenho.

A Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil integra o projeto “Tempos Modernos” no primeiro Carnaval digital interativo da história

O principal objetivo da proposta é de interagir com a sociedade sobre os benefícios que a revolução da indústria 4.0 já traz para a população. A parceria entre a associação e a escola faz parte do o projeto “Tempos Modernos”. Para atingir esse objetivo, o carnavalesco responsável André Machado criou a fantasia “Código para o Futuro”. Ela tem como elemento principal um QR Code para ser lido pelos foliões com um smartphone e abrir um aplicativo com filtro onde ele se integra ao figurino. Esse código também estará disponível em um leque de brinde aos foliões.

O time do projeto Carnaval 4.0 é uma organização formada por acadêmicos, especialistas de tecnologia de diferentes organizações e gestores e artistas da Rosas de Ouro que buscam contribuir com a transformação do país num Brasil 4.0. O apoio institucional ao Enredo Tempos Modernos é da Associação Brasileira de Automação-GS1 Brasil.

Estão envolvidos ainda pesquisadores e alunos da Universidade de São Paulo (USP), Centro Universitário FEI e Instituto Mauá de Tecnologia, com o apoio do Instituto de Pesquisa Tecnológica (IPT). As empresas fornecedoras de hardware, software e capacitação para as universidades são PTC, Schneider, Electric, Ladder, Universal Robots, Nokia, Staaubli Robotics, DHL, Dassault Systèmes, Dasa, GSC, ABB, Contric Robótica, Eplan, Infosphera, Quantum4, GRV Software e Sacrini Design. O Comitê de Gestão é formado pela SPI Integração de Sistemas, People+Strategy, EloGroup, CNC, ATTO, UMANTECH e N&DC.